A socialização da Nintendo

O lampejo chamado Wii

 Alguns consideram um console irrelevante, outros um brinquedo para crianças e algumas pessoas é apenas um artigo de luxo para socialização. Independente de qualquer coisa, é meio estranho brincar de "Xeco, Xeco". O controle do Wii não é o símbolo de inocência, é algo para inferiorizar o indivíduo e fazer com que ele se sinta uma pessoa suja, sem moral ou respeito algum. 

 Já ouviram falar no aparelho de musculação chamado Shake Weight? Esse, cujo os movimentos são parecidos com os que precisamos fazer em alguns jogos da Nintendo possui certa conotação sexual. Seu real objetivo é enrijecer os músculos e elevar a autoestima do usuário. 


Confira o vídeo e tire suas próprias conclusões:
   
 Com ou sem conotação sexual, a Nintendo inovou em uma coisa – conseguiu fazer com que todos se unam em prol de uma diversão que não seja sexo -, diferente de jogos de tabuleiros e cartas, a interação proporcionada pelo Wii chega a ser impressionante até incompreensível. Nada de novo, isso diz tudo sobre o console. 

 Nada de novo é apresentado para o jogador e mesmo assim consegue conquistar as pessoas e mantê-las entretidas por um longo tempo. O gráfico dos jogos não chega aos pés de um Xbox 360 ou um PlayStation, mas algo nele faz com que as pessoas queiram interagir entre si. 
 Fica claro que a Nintendo quando desenvolveu esse console, não estava pensando nas pessoas que jogam 100% do tempo, mas sim em trazer uma nova gama de jogadores para o Universo Espetacular dos Games. Talvez pelo alto custo do equipamento, durante seu lançamento, ele tenha sofrido certa resistência de mercado. Mas de qualquer forma Pai, Mãe, Filho, Irmão, Prima e etc. Unem-se em um elo de força incomparável com controles Shaike Weight e muita animação.

 Agora basta saber quando a Nintendo vai lançar um sensor mais preciso para a mira dos controles, pessoas sem coordenação parecem João's Bobos pela casa movimentando-se sem parar. 
 Não imagine essa cena, ela pode causar transtornos mentais. Até a breve!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Meat the Truth - Uma verdade mais que inconveniente

Enquanto Seus Lábios Ainda Estão Vermelhos