Polonesa salva mais de 500 judeus da morte!

Em uma época onde judeu era considerado a escória do universo subterrâneo, uma mulher brilha na escuridão da terra, salvando crianças inocentes da morte certa.
 Como uma prova de humildade e compaixão Irena Sendler empacotava crianças em caixas de ferramentas, mantimentos, caminhões de carga, caixões, sacas de batata e tudo que se pode imaginar, para salvar vidas e limitar a visão dos subordinados de Hitler, pessoas que em sua grande maioria se tornaram arrependidos com o passar dos anos - ou apenas a escória do mundo.
 Os mesmos guardas que matavam eram também os que salvavam. Parte dos guardas, comantes, funcionários do governo e militantes, ajudavam Irena em seu objetivo. Alguns falsificavam certidões de nascimento, outros adotavam judeus recém nascidos, mas, boa parte fechava os olhos para salvar vidas.
 Irena assim como milhares de pessoas na época da segunda guerra mundial "fez o bem, sem olhar a quem" -  já dizia o ditado - o que ela ganhou com isso? - nada - ela sofreu ataques como qualquer outro rebelde que tentou ajudar judeus. Foi torturada, teve os ossos dos pés e das pernas quebrados,  foi condenada à morte e, mesmo assim, viveu até seus 98 anos, ela foi salva por um soldado subordinado por seus amigos e familiares. Durante o momento de sua execução, um soldado mandou que ela corresse, colocou seu nome na lista de assassinados do dia e ela partiu.
 Irena trabalhou e viveu com uma identidade falsa durante anos.
 Foi nomeada ao nobel da paz, mas não ganhou.
 Hoje Irena Sendler vive apenas na lembrança de todas as crianças, já adultas, que lembram-se daquela doce enfermeira com coração corajoso e determinado.

Obs.: “O corajoso coração de Irena Sendler”, retrata a fase da vida dessa polonesa que mudou o sentido da segunda guerra mundial. Um filme cheio de dor, sofrimento e amor. Tudo na medida certa para fazer sua sessão de cinema ser mais rica em ensinamentos. Curta e seja feliz!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Meat the Truth - Uma verdade mais que inconveniente

Enquanto Seus Lábios Ainda Estão Vermelhos