Chuva, conforto e reflexão

 No último dia de janeiro, eu aproveitei para rever o que sou e o que aconteceu até aqui.
 Sabe, ficou aquela sensação de que poderia ter feito mais por mim mesma, pelo menos, eu estou 4 kilos mais magra, uma bagagem cultural maior, amigos e uma família feliz.
 Foi um último dia regado a reflexões e muito filme, três filmes de categorias distintas; The Spirit, Julie e Julia e Falando grego.
 Uma aventura seguida de o que eu chamo de comédia dramatica, Julie e Julia não é propriamente um filme para rolar de rir e nem uma drama totalmente desesperador, mas é sim um bom filme para se pensar em sua carreira profissional e descobrir formas agradaveis de ganhar a vida. Que mulher nunca amou cozinhar?  Acredito eu, que só aquelas que preferem depender dos outros. Mulheres como Julie estão soltas pelo mundo, e como sempre elas estão perdidas como eu :D
 Por fim, assisti o filme Falando Grego foi um fime criticado por muitos, mas é como eu sempre digo "O filme não é ruim, o momento é que não era propício". Não é o roteiro do filme que faz ele ser bom ou ruim, até por que "Crepúsculo" ao meu ver é um lixo, mas tem gente que gosta. O que realmente faz um filme ser bom ou ruim é o público e sua aceitação.Eu gostei!
 Uma mulher linda, professora de história desempregada, que arruma um emprego de guia turistica para pagar suas despesas enquanto não consegue sua posição de professora universitária novamente. Georgia a protagonista está sempre querendo mostrar o melhor da Grécia, mas todos estão preocupados apenas com brindes, camisetas, lembrançinhas, etc.
 Por diversas vezes já senti isso. Que ninguém liga para o que realmente importa.
 No filme ela descobre que para fazer com que as pessoas se interessarem por algo, é preciso dar oportunidades para que todos sintam-se à vontade. E para isso é preciso o "Kéfi" a paixão ou alegria de viver.
 Com o passar do tempo nos tornamos tão frios e fechados que perdemos o nosso "Kéfi", talvez uma daquelas paixões avassaladoras ajude a buscar a essência de cada um e encontrar o "Kéfi" em nossos corações.
 Recomendo os três filmes. Os críticos que me perdoem, não entendo de cinema, mas acredito que as vezes eles não entendam de público.

Balanço do mês: 4 kilos perdidos, dois livros lidos: Os homens que não amavam as mulheres e a Menina que brincava com o fogo de Stieg Larsson, algumas fotos, passeios com amigos, R$20,00 Eu não esperava tanto da brincadeira, muitos filmes e várias ideias.

Comentários

  1. mto bom o texto....escrito de uma forma gostosa de ler, meus parabens ^_^
    e parabens pelos 4 Kg (qta força de vontade u_u)...rs

    ResponderExcluir
  2. Olá, dona Prisci!
    É muito bom entrar em contato consigo próprio, através da arte. Isso possibilita a melhor compreensão dos sentimentos e dos fatos ocorridos em nossas vidas.

    Gostei deste seu novo cantinho! O nome é bastante sugestivo =)


    PS: Eu voltei a postar no meu blog, depois passa por lá, okey?

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pela visita.
Deixe seu comentário sobre o post, e sempre que quiser sinta-se a vontade em entrar e bisbilhotar :D

Beijos, Pri Viotto

Postagens mais visitadas deste blog

Meat the Truth - Uma verdade mais que inconveniente

Enquanto Seus Lábios Ainda Estão Vermelhos